Fachin aceita abertura de inquérito contra Michel Temer

Fachin aceita abertura de inquérito contra Michel Temer

access_time 18 de maio de 2017 chat_bubble_outline 0 comments Este post foi lido 121 vezes

O ministro da Lava Jato Edson Fachin aceitou nesta quinta-feira (18), o pedido de abertura de inquérito contra o presidente Michel Temer (PMDB) por parte da PGR. A investigação se dá por conta do vazamento do conteúdo de delação premiada do dono da JBS, Joesley Batista, que implica Temer num esquema de pagamento para comprar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha.

Como as gravações aconteceram em março deste ano, o Supremo pode investigar criminalmente Michel Temer pelos crimes ao quais ele venha a ser arrolado por conta do conteúdo da delação.

Joesley Batista, dono da JBS – a maior produtora de proteína animal do mundo -, teria gravado uma conversa com Michel Temer (PMDB) onde o presidente o autoriza a comprar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha.

Segundo Jardim, na gravação, Temer indica o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB) para resolver um assunto da J&F, uma holding que controla a JBS. Depois disso, o deputado foi filmado recebendo R$ 500 mil encaminhados por Joesley. O empresário diz ao presidente que estava dando a Eduardo Cunha e ao operador Lúcio Funaro uma mesada na prisão para que ambos se mantenham em silêncio e ele responde: “tem que manter isso, viu?”.

Outros inquéritos

Michel Temer já era alvo de dois pedidos de abertura de inquérito no STF por conta das delações de executivos da Odebrecht. Os pedidos não foram aceitos no Supremo pelo fato dos crimes terem ocorrido antes de Temer assumir a presidência do País.

Do JC Online e Agência Brasil.

content_copyCategorized under

No Comments

comment No comments yet

You can be first to leave a comment

Submit an answer

Only registered users can comment.