Sertânia: Estádio Odilon Ferreira está sendo recuperado, oposição desesperada torce contra e tenta denegrir Jogos Escolares Municipais

Sertânia: Estádio Odilon Ferreira está sendo recuperado, oposição desesperada torce contra e tenta denegrir Jogos Escolares Municipais

access_time 19 de maio de 2017 chat_bubble_outline 0 comments Este post foi lido 673 vezes

Dentre inúmeros gargalos, oriundos da maldita herança do governo Guga Lins, está a depreciação total do estádio Odilon Ferreira. Diversas vezes denunciamos aqui o desprezo do ex-prefeito com este importante equipamento esportivo nos quatro anos do seu governo, o pior, para os esportes e para os desportistas do nosso município.

Hoje, o estádio está sendo recuperado pela nova gestão, motivo pelo qual não será possível usá-lo nos jogos escolares municipais 2017. Diferentemente da gestão anterior, está se recuperando e não se abandonando, porque foi assim que Guga deixou o estádio Odilon Ferreira: interditado e abandonado.

Confira as fotos:

2016-12-11-photo-00000836
2016-12-11-photo-00000829

2016-12-11-photo-00000831

2016-12-11-photo-00000835

15349635_906805719456728_943996744772325556_n

Falar mal deste importante equipamento é lembrar do quão maléfico foi a gestão anterior, o atestado de incompetência neste quesito, e dividido entre o ex-prefeito e seu irmão que apesar de ser vereador e vice-presidente da liga desportiva naquela época, foi incapaz de manter sequer o gramado, onde cabeças de touro tomaram conta do campo em detrimento de um excelente gramado construído no primeiro mandato do prefeito Ângelo Ferreira.

04

05

Nas gestões socialistas, este estádio foi referência; arquibancadas, alambrados, vestiários, cabines de transmissão e gramado foi construído e preservado. Agora, tem-se um novo recomeço, mais uma vez se constrói e se valoriza a prática esportiva.

Confira as fotos do Estádio Odilon Ferreira sendo recuperado pela nova gestão:

1

2

Esperávamos que setores da atual oposição fossem mais sensatos, mas o ridículo ainda lhes é a maior referência, não sentem vergonha de apontar para o seu próprio rabo o passado nefasto do seu recente desgoverno. triste fim para quem um dia gritou: “Depois de “nóis” é nóis” de novo.

content_copyCategorized under

No Comments

comment No comments yet

You can be first to leave a comment

Submit an answer

Only registered users can comment.