Náutico vence a quarta seguida e se consolida no G-4 da Série C

Náutico vence a quarta seguida e se consolida no G-4 da Série C

access_time 1 de julho de 2018 Este post foi lido 91 vezes

 

O Náutico continua a sua ascensão rumo ao topo do Grupo A da Série C. Neste sábado (30), o Timbu venceu mais uma na Terceirona: bateu o líder Atlético-AC por 3×1 e alcança a vice-liderança da chave. Na Arena de Pernambuco, o clube alvirrubro saiu atrás, mas teve tranquilidade para buscar o resultado positivo e emendar a quarta vitória seguida na competição nacional.

Com a vitória e um jogo a mais, o Timbu passa o Confiança-SE e chega a segunda posição do Grupo A, com 19 pontos. Pode ser ultrapassado neste domingo (1º) caso o time sergipano vença o Botafogo-PB em casa, mas permanecerá no G-4.

O JOGO

Apesar de corrido, o jogo só começou mesmo nos 10 minutos finais do primeiro tempo. Até lá, as duas equipes abusaram da velocidade, mas não encaixavam no último terço do campo. Tanto que a única chance de perigo nos 35 minutos iniciais foi um arremate alvirrubro de Luiz Henrique que o goleiro Ruan espalmou para cima, a bola ainda bateu no travessão e saiu. No mais, muitos erros nas duas armações.

Mas, quando se esperava que a etapa inicial fosse terminar em um melancólico 0x0, “desataram o nó” e o jogo ficou alucinante antes do intervalo. Com 38, o Atlético-AC, que não tinha nem ao menos chutado na barra do Náutico, abriu o placar na Arena de Pernambuco. Pouco depois do meio de campo, Ruan fez um lançamento incrível para Rafael Barros. Entre os dois zagueiros do Timbu, Rafael Barros recebeu, driblou o goleiro Bruno e só rolou pro gol.

Mas mal deu tempo para comemorar. Dois minutos depois, uma jogada ensaiada deixou tudo igual na Arena. Em cruzamento, Jhonnatan colocou na cabeça de Rafael Ribeiro. Na grande área, o zagueiro tocou pro meio e encontrou Assis sozinho. O lateral escorou pro gol e deu a resposta imediata do Timbu. Aos 44, o Náutico quase vira em cabeçada de Suelinton. Ruan salvou o Atlético-AC.

Logo no início da segunda etapa, um pênalti polêmico colocou o Náutico na frente. Após cruzamento na área, Dudu caiu na área após enrosco com Leandro. O experiente árbitro Heber Roberto Lopes marcou pênalti. O próprio meia foi pra batida e só deslocou Ruan para fazer o segundo do Timbu na Arena.

O gol tranquilizou e deixou a partida mais nas mãos do Timbu. Até os 30 do segundo tempo, o clube ainda perdeu mais duas chances. Aos 17, Dudu cruzou e Assis cabeceou sozinho. Bola passou raspando a trave esquerda de Ruan. Com 28, rebote na pequena área e o Dudu chutou por cima. Seis minutos depois, a bola finalmente entrou. Luiz Henrique recebeu na grande área e só rolou para Jobson. Sozinho, o volante tirou do goleiro do Atlético-AC e fechou a partida.

FICHA DE JOGO

(3) NÁUTICO
Bruno; Bryan, Sueliton, Rafael Ribeiro (Camacho) e Assis; Jhonnatan, Josa e Luiz Henrique; Lelê (Jobson), Dudu (Tharcysio) e Robinho. Técnico: Márcio Goiano

(1) ATLÉTICO-AC
Ruan; Matheus (Araújo), Diego, João Marcus e Alfredo; Leandro, Kássio (Marquinhos) e Eduardo; Tauã, Rafael Barros e Neto. Técnico: Álvaro Miguéis

Local: Arena de Pernambuco. Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC). Assistentes: Neuza Ines Back e Henrique Neu Ribeiro (ambos de SC). Gols: Rafael Barros, aos 38 min do 1ºT; Assis, aos 40 min do 1ºT; Dudu, aos 3 min do 2ºT, e Jobson, aos 34 min do 2ºT. Público: 5.495. Renda: R$ 55.110,00.

Do JC Online.

content_copyCategorized under