Receita Federal reduz em até 70% lance mínimo de produtos em leilão

Receita Federal reduz em até 70% lance mínimo de produtos em leilão

access_time 5 de dezembro de 2018 Este post foi lido 59 vezes

A Receita Federal em Pernambuco vai realizar no dia 13 deste mês, o terceiro, e último, leilão do ano de mercadorias apreendidas. Os 16 lotes de produtos colocados à disposição de pessoas físicas e jurídicas são sobras de leilões anteriores. Os lotes compreendem desde peças e acessórios automotivos até roupas de origem chinesa e até um caminhão guindaste. Mas há também revestimentos cerâmicos, moedores de temperos e óleo para refrigeração de transformadores elétricos. O preço mínimo pedido por cada um deles é o grande apelo.

“Apesar de não serem produtos de grande interesse popular, como eletrônicos e smartphones, o preço baixo pode ser oportunidade para um bom negócio, porque os valores foram muito reduzidos em relação ao último leilão”, explica Carlos Eduardo Oliveira, delegado da Alfândega do Recife. Os descontos chegam a 70% em alguns produtos. O lote no. 1, por exemplo, formado por quatro centrais multimídias e oito rádios DVD, tudo para uso automotivo, tem valor mínimo de R$ 1.300. O lance inicial pedido no último leilão foi de R$ 4.300.

LEILÃO

O lote 10 traz 14.287 camisas masculinas de algodão pelo qual a Receita Federal estipulou o preço mínimo de R$ 175 mil. Já havia pedido R$ 250 mil. E pelo lote no.11, composto por um caminhão guindaste de três eixos e 25 toneladas de capacidade, o valor mínimo estipulado é de R$ 120 mil. No último leilão foi oferecido a partir de R$ 200 mil. Todas as mercadorias podem ser consultadas através da página de leilões eletrônicos da Receita Federal (www.rfb.gov.br). É por este portal também que o interessado se inscreve, registra os lances acima da oferta mínima, até o dia 12 deste mês, e participa do leilão propriamente dito, no dia 13. “Todos os lances de até 10% abaixo do maior valor oferecido participam do leilão final”, explica Carlos Oliveira.

O processo completo é feito via internet, e podem participar interessados de todo o Brasil, desde que não tenham nenhuma pendência com a Receita Federal. É necessário, tanto para pessoas físicas como jurídicas, ter um código de acesso obtido no e-CAC (centro de atendimento virtual da Receita) e possuir um certificado digital, que é uma espécie de identidade virtual que viabiliza transações online com garantia de autenticidade e proteção das informações trocadas. O primeiro leilão do próximo ano, que ainda não tem data marcada, deve atrair muitos interessados. Serão colocados à disposição, 51 iPhones e três Apple Watches, importados irregularmente e apreendidos há dois meses no aeroporto do Recife.

content_copyCategorized under